.
Origem
Destino
Data Ida
Data Volta
.
.
.
. .

Fundação da Transportadora Galiotto

Fundada em 1º de julho de 1954, a Transportadora Galiotto contava com uma frota inicial de 9 caminhões marca GMC Marítimos e Aclo-matador. No auge da empresa chegou a ter 52 caminhões. Apesar de todas as dificuldades surgidas com o início do regime militar no Brasil (1964), a Transportadora Galiotto não parava e, no ano seguinte, já enfrentava com criatividade os desafios do caminho, com um fato muito curioso que aconteceu na sua rota: ruiu a ponte de Passo do Socorro, no Rio Pelotas, isolando, praticamente, o Rio Grande do Sul do resto do país. Para não interromper as suas atividades, a empresa idealizou uma solução inteligente para contornar o problema e passar as suas cargas para o outro lado do rio. Instalou sobre o rio uma mangueira de borracha, com 600m de comprimento, utilizada para bombear o vinho transportado por seus caminhões da margem gaúcha para a catarinense, e assim seguir para o mercado paulista e carioca; no sentido contrário, bombeava o álcool trazido pelos caminhões tanques de São Paulo para o Sul. A operação levava cerca de três horas e meia para cada caminhão. Esta iniciativa foi manchete no Jornal Pioneiro, que circulava naquela região, com o título de "O primeiro Vinhoduto do mundo" (1965).

Em novembro/65, a Transportadora Galiotto, em sociedade com a Transportadora Aurora, também de Caxias do Sul, adquiriu a Empresa Bocatur, de Curitiba-PR, resultante da fusão das empresas Expresso do Sul e Estrela D’Alva. Poucos meses depois, em 10 de fevereiro de 1966, a Boscatur mudou seu nome para Pluma Conforto e Turismo S.A. Inicialmente a empresa estava situada à Rua Carlos Dietzch 541, no Bairro do Portão, e logo depois transferiu sua sede para a Rodovia BR 116, km 108 – Pinheirinho, onde se encontra até hoje.

Os primeiros vôos da Pluma

A Pluma começou suas atividades com 170 funcionários, e possuía 34 ônibus em sua frota, que operavam em três linhas: Curitiba / Porto Alegre, Curitiba / São Paulo, e Curitiba / Passo Fundo / Santa Maria (RS).

Com a incorporação da empresa Expresso Porto Alegre Brasília Ltda em 1971, a Pluma deu início à interligação do Brasil à Argentina, surgindo dessa fusão sua primeira linha internacional: Porto Alegre/Buenos Aires. Dois anos depois, conseguiu o prolongamento dessa linha para o Rio de Janeiro e São Paulo. Mas a ampliação de suas rotas não parou por aí. Em 1974, começou a operar mais três linhas: Foz do Iguaçu/São Paulo; São Paulo/Assunção e Foz do Iguaçú/Assunção.

Essas linhas, no decorrer do tempo, também foram sendo ampliadas. Outra conquista importante da Pluma ocorreu em 1978, com o início da linha Rio de Janeiro/Santiago do Chile, uma das maiores linhas rodoviárias da América Latina, com 4.116 km.

Incêndio de 1986

Apesar de sua constante expansão e crescimento, a Pluma também passou por momentos muito difíceis, até chegar no ponto em que se encontra atualmente. O mais grave foi em 1986, quando um incêndio destruiu toda a sua sede administrativa e parte do setor de manutenção. Como uma fênix ressurgida das cinzas, depois do incêndio a empresa iniciou uma verdadeira batalha para a construção da nova sede, que foi inaugurada em fevereiro de 1990. A "Águia da Pluma" voltou a bater suas asas com toda a sua força e autonomia de vôo e, subindo cada vez mais alto, nunca mais parou de ampliar os horizontes de seu território no setor de transporte rodoviário de passageiros e de cargas e encomendas.

Linha direta: 0800-6460300
SAC: 0800-0950836
Pluma Conforto e Turismo S/A
Rodovia BR-116 KM 108 - 19941 - Pinheirinho
CEP: 81690-400 - Curitiba - Parana
CNPJ: 76.530.278/0001-32

Siga-nos no Twitter: @viapluma